31 de dez de 2013

Personalidade do Ânus: Paula Lavigne

No saudoso blog A Trombada!, tínhamos um prêmio anual chamado Tassa di Prástico, que elegia os piores de cada ano. A categoria principal era a do Mala do Ano, que elegia, via voto popular por todo o mês de dezembro, aquele que mais encheu o nosso saco durante o ano. Inspirados nessa premiação tão tradicional quanto quase desconhecida, decidimos criar o nosso próprio prêmio aqui neste Boteco sem Esquina: a Personalidade do Ânus, que faz basicamente a mesma coisa que o Mala do Ano fazia. Inaugurando este laurel no último dia do ano, elegemos a ex-mulher de Caê Veloso e empresária (necessariamente nesta ordem) Paula Lavigne.

Venhamos e convenhamos: ela andava um tanto quanto sumida nestes últimos anos. Mas reapareceu com força total ao mandar geral procurar saber sobre as biografias não autorizadas. Ela lidera (ou liderava, já que ninguém mais ouviu falar do tal Procure Saber depois que o Roberto Censurá-los vazou dessa galerinha muito louca que incluía o Caê e o Chico Buarque, além do ex-ministro da Cultura Gilberto Fugiu) um grupo de famosos aí que quer proibir as biografias com o argumento de que é necessária autorização pra lançar biografias não autorizadas - ou seja, eles até aceitam biografias não autorizadas, desde que devidamente autorizadas. Fosse apenas desse jeito, a gente até entenderia o lado do pessoal e, principalmente, da Paula Lavigne. Mas ela não apenas defende o lado errado da parada toda - ela o faz de um jeito que parece exigir que todos ao seu redor concordem sempre com ela. Foi o seu, aham, jeitinho todo especial e quase boçal que a fez ser eleita a primeira Personalidade do Ânus deste blog. A primeira de muitas, espero eu. 

Feliz Ano Novo.