27 de out de 2013

Não há surpresas

Fonte: Jornal Alef
Quando a gente pensa que já viu de tudo, fatos nos obrigam a concluir que, sim, sempre a Humanidade sempre pode cavar um buraco ainda mais fundo. Vejam a notícia ao lado, que dá conta de uma tentativa de criação, na Rússia, de um partido político que mesclaria as doutrinas comunista e nazista. Quem sabe o mínimo de História Geral percebeu há tempos que o comunismo e o nazismo em nada se diferem: ambos são totalitários, genocidas e racistas, e vêm se aproximando perigosamente no que tange à demonização de Israel, por exemplo.

Porém, o pior não é isso, e sim o que as pessoas insistem em não perceber o óbvio, ainda exaltando o modo de viver ultraesquerdista como se fosse a solução de todos os nossos problemas. Tanto que, ao contrário da suástica, a imagem da foice e do martelo não desperta a repulsa que deveria. A versão ocidental desses "visionários" costuma identificar os totalitários nazistas com os conservadores e a direita, mas na verdade eles dizem o contrário, pois a esquerda tem muito mais identificação com o regime derrotado na Segunda Guerra Mundial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário